Festival Medieval Brasil

FMB 2017

Atrações e Atividades

julho 6, 2017 Atrações FMB2017 0

O FMB cresce e melhora a cada edição. Neste ano teremos seis palcos cheios de atividades simultâneas. Os temas dos palcos serão: Vila dos Magos, Vila Gypsy, Bairro Asiático, Bairro Médio Oriente, Praça da Forja, Birosca do Pônei Manco, Taberna Mittelalter. Também teremos o Coliseum e as representações históricas das forças armadas brasileiras.

 

Conheça algumas das atividades que ocorrerão durante o evento:

 

Ordem de Alamut – Swordplay

Ordem de Alamut é um clã de swordplay de Brasília que tem como objetivo oferecer treinamento em combate com as armas de batalha específicas deste esporte. Focamos nosso esporte na inclusão e no lazer de todos, tentando estabelecer um clima de família, projetando disciplina,companherismo, ordem e evolução individual.
Temos uma divisão de patentes pré-definidas por suas habilidades de batalha e por seu desempenho em equipe.
Realizamos treinos aos Domingos no Parque da Cidade,Sarah Kubitschek, ao lado do castelinho, localizado atrás do Nicolândia, Damos inicio aos treinos ás 10:00 Até as 17:00.

Pa-Kua

Na década de 70, o Mestre Rogelio Giordano Magliacano iniciou o seu estudo de Pa-Kua junto ao Mestre I Chang Ming, residente, à época, na Coréia. Depois de árduo trabalho e atingido o grau de Maestria, foi autorizado a ensinar o conhecimento Pa-Kua de forma geral, à população.

Levado pelo desejo de estender o conhecimento a qualquer pessoa que se dispusesse a aprendê-lo, o Mestre desenvolveu um método de ensino que hoje forma a base da Liga Internacional de Pa-Kua, fundada oficialmente em 1976, na Argentina. Dando início à difusão em seu país de nascimento, o Mestre aos poucos foi levando Pa-Kua a outras cidades e países. Hoje, a Liga Internacional de Pa-Kua conta com centos de Recintos de prática em diversos países, como: Brasil, Argentina, Uruguai, Estados Unidos, Itália, Portugal, Espanha, Inglaterra, Alemanha, Suíça, Rússia…

Para consultar maiores informações sobre a Liga Internacional de Pa-Kua, acessem a www.pakua.com.

Associação Metropolitana de Kendo – AMK

O Caminho da Espada”, a Arte Marcial secular dos Samurais, enriquece os caminhos de seus praticantes. Seus princípios, moldados através de uma constante busca de aperfeiçoamento técnico e espiritual, são até mesmo considerados elementos fundamentais na escolha dos executivos pelas grandes empresas no Japão.

O Kendo é o caminho/busca do crescimento/aprimoramento humano por meio do aperfeiçoamento do manejo/uso da espada.

Esta definição é fundamental para caracterizar o Kendo como Arte Marcial além do esporte. O esporte promove também o crescimento humano, mas seu objetivo central é o resultado competitivo.

O Kendo começa com uma reverência e termina com uma reverência. A relação dos participantes no treinamento é de companheiros que aprendem juntos o Kendo e, é central, a idéia de que não são oponentes em relação de enfrentamento. “ O vencer ou perder” de uma luta é uma questão casual e natural. O instinto de combate surge naturalmente. Porém no Kendo, mais importante que isto, é necessário despertar/ativar o sentimento de respeito ao adversário, e com isso faz nascer o espírito de aprendizado mútuo.

O comportamento que evidencia a preocupação com a luta como algo sem conseqüência futura, algo apenas do momento presente, deve estar sempre na mente dos praticantes. Deve ser enfatizado um comportamento severo em relação a si próprio, o que leva o praticante a regular o seu eu para, construindo a sua interioridade, elevar-se espiritualmente. Mediante rigoroso treinamento capacita seu corpo e o espirito e desenvolve uma forte consciência, auto-controle e auto-disciplina, educa o espírito e enobrece o coração para a justiça do ser humano. Aprende a tratar apropriadamente seus semelhantes, a julgar a verdade, a cultivar a sinceridade, a dedicar-se com ardor constante ao auto-aperfeiçoamento, a amar a comunidade e o povo e a contribuir para a paz e a prosperidade da humanidade.

A força técnica declina ao longo dos anos, juntamente com a força física. No final, o que permanece é a força espiritual. E é isso que deve ser almejado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *